manyika10_gettyimages_braintechdatascientists Getty Images

A próxima Primavera da IA

LONDRES – A inteligência artificial (IA) está à nossa volta, e está a gerar entusiasmo sobre a maneira como poderá aumentar a prosperidade e transformar as nossas vidas de várias formas. Contudo, esta tecnologia também será provavelmente disruptiva. Por conseguinte, os legisladores e as empresas têm de tentar capturar o todo o valor do que a IA pode oferecer, ao mesmo tempo que evitam os riscos negativos.

A noção de IA existe há mais de meio século, e já vivemos antes períodos de entusiasmo, seguidos por grandes períodos de desilusão – os “Invernos da IA” – quando a tecnologia não cumpria as expectativas. Mas a recente evolução nos algoritmos e nas técnicas de IA, combinada com um enorme aumento do poder de computação e uma explosão na quantidade de dados disponíveis, tem promovido avanços significativos e tangíveis, que prometem gerar valor para as pessoas, para as empresas e para a sociedade no geral.

As empresas já estão a aplicar técnicas de IA nas vendas e no marketing para apresentar recomendações de produtos mais personalizadas a clientes individuais. E na indústria transformadora a IA está a melhorar a manutenção preventiva, ao aplicar a “aprendizagem profunda” a grandes volumes de dados provenientes de sensores. Ao utilizarem algoritmos para detectar anomalias, as empresas podem reduzir o tempo de inactividade da maquinaria e do equipamento, de motores a jacto a linhas de montagem. A nossa investigação salientou centenas desses exemplos de empresas, que conjuntamente têm potencial para criar um valor entre 3,5 e 5,8 biliões de dólares todos os anos.

We hope you're enjoying Project Syndicate.

To continue reading, subscribe now.

Subscribe

or

Register for FREE to access two premium articles per month.

Register

https://prosyn.org/mXPJJHPpt