ogweno1_TONY KARUMBAAFP via Getty Images_africa health innovation TONY KARUMBAAFP via Getty Images

A necessária ascensão das tecnologias da saúde em África

NAIROBI – Os sistemas de saúde de África padecem de ineficiências graves. Em todo o continente, os países debatem-se com problemas nas cadeias de aprovisionamento de equipamentos médicos e medicamentos, na entrega de serviços de saúde de proximidade, na análise e armazenamento de dados médicos e no financiamento. Mas as inovações na telemedicina, nos drones, nas análises de grandes quantidades de dados (NdT: no original, big data analysis), na tecnologia vestível (NdT: no original, wearables) e na gestão da informação proporcionaram a viabilidade de soluções eficazes e acessíveis, prometendo melhorar os resultados globais de saúde.

Nos últimos anos, as tecnologias da saúde africanas registaram um crescimento notável. Só em 2020, mais de 40 start-ups de tecnologias da saúde do continente receberam financiamento de série A. As empresas recentemente formadas cobrem um conjunto de áreas relacionadas com a saúde, como a sequenciação genética, a aquisição de medicamentos e a educação para a saúde.

As oportunidades para o crescimento são imensas. Mas para que as empresas de tecnologias da saúde possam prosperar, os empreendedores têm de estudar os sucessos e os falhanços passados para determinarem o que funciona e o que não funciona no contexto africano.

To continue reading, register now.

As a registered user, you can enjoy more PS content every month – for free.

Register

or

Subscribe now for unlimited access to everything PS has to offer.

https://prosyn.org/XzpX3Izpt